Links de Acesso

UNITA queixa-se do registo eleitoral na Huíla

  • Teodoro Albano

Quase um mês depois do início da actualização dos dados eleitorais na Huíla prosseguem as acusações de irregularidades à volta do processo.

A mobilidade das brigadas de actualização e a falta de credenciamento por parte da UNITA em alguns municípios são apontadas pelo maior partido na oposição como factores que maculam um processo que, segundo o secretário provincial da UNITA, Alcibíades Kopumi, se pretende sério.

“Se a fiscalização é importante para conferir credibilidade ao processo, então tem que se rever imediatamente esta situação. No Kuvango mesmo mais de metade dos fiscais que apresentaram os seus documentos não foram credenciamentos”, disse Kopuni.

A mobilidade das brigadas de actualização dos dados muito questionada pela oposição pelo menos no Lubango, deve-se à demanda dos potenciais eleitores, diz o director dos registos no município, André Lufulu.

No Lubango, onde está o maior aglomerado populacional, as actualizações dos dados já ascendem a sete mil.

André Lufulu acredita que o número de brigadas seja acrescentado nos próximos dias.

“Neste momento, o município do Lubango está acima das sete mil actualizações com maior realce para os homens, desta vez, os homens estão em maioria que a aderência feminina. Em Outubro já com as brigadas completas vamos para as comunas não só para actualizar, mas já para emitirmos os cartões para os novos eleitores e aqueles que perderam os cartões”, concluiu Lufulu.

XS
SM
MD
LG