Links de Acesso

UNITA pede à procuradoria que investigue "escândalo BESA"

  • Redacção VOA

Comissão Política diz haver "contornos claramente criminosos" e pedeque responsáveis sejam exemplarmente punidos

A Unita quer que a Procuradoria-Geral da República de Angola abra um inquérito ao escândalo do Banco Espírito Santo Angola por considerar que o caso tem "contornos claramente criminosos".

A conclusão foi anunciada no término da reunião da Comissão Politica do partido.

O Estado angolano foi obrigado a intervir para salvar o BESA devido a milhões de dólares de créditos não pagos concedidos sem qualquer garantia. Segundo fontes seguras, os créditos mal parados ultrapassaram os cinco mil milhões de dólares

A Unita diz que "fundos púbicos, negados ao suporte do processo de reconciliação nacional, foram imediata e indevidamente disponibilizados pelo Executivo para cobrir estes actos que não devem continuar impunes"

Isaías Samakuva

Isaías Samakuva

Isaias Samakuva tinha já afirmado na abertura da reunião da Comissão Politica que o escândalo do BESA é “um exemplo de como pessoas nas vestes de agentes do Estado angolano utilizam os fundos públicos e a autoridade pública para actos ilícitos".

XS
SM
MD
LG