Links de Acesso

UNITA nega existência de contas de Samakuva no estrangeiro

  • Venâncio Rodrigues

Isaías Samakuva, presidente da UNITA (foto de arquivo)

Isaías Samakuva, presidente da UNITA (foto de arquivo)

O secretário geral da UNITA, Victorino Nhany, disse tratar-se de uma campanha movida com o objectivo de manchar a imagem da UNITA e a reputação e o bom nome do seu presidente

A UNITA anunciou que vai levar a tribunal o semanário “Semanário Angolense” e o jornalista Jorge Eurico por acusações de calúnia e difamação.

A UNITA insurgiu-se hoje contra um artigo publicado pelo "Semanário Angolense, na edição desta semana, no qual o seu presidente, Isaías Samakuva, é apontado como tendo desviado fundos do partido para benefício pessoal.
"
Sob o título “Dinheiro Estranho em Contas de Samakuva no Estrangeiro", o articulista do "Semanário Angolense" diz que o presidente da UNITA tem contas em Portugal e em Espanha para onde terá depositado perto de 800 mil euros.

O secretário geral da UNITA, Victorino Nhany, disse tratar-se de uma campanha movida com o objectivo de manchar a imagem da UNITA e a reputação e o bom nome do seu presidente

O dirigente da UNITA chamou hoje os jornalistas para negar tais acusações e anunciar dará entrada no Tribunal competente uma queixa-crime contra o jornal Semanário Angolense, seus accionistas e contra o jornalista Jorge Eurico, por crimes de difamação, calúnia e abuso de liberdade de imprensa.

Victorino Nhany disse que notícias falsas sobre o presidente da UNITA começaram a surgir, em alguns jornais, depois que cidadãos angolanos apresentaram, em finais do ano passado, provas da existência, no estrangeiro, de contas bancárias do presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Disse, Nhany:“Os corruptos terão de enfrentar a justiça sozinhos e responder pelos seus crimes sozinhos. De nada valerá tentarem manchar a imagem da UNITA e o bom nome do seu Presidente, porque os filhos genuínos de Angola conhecem a integridade do seu líder e não se deixarão enganar pelas manobras daqueles que, tendo-se especializado em desviar fundos públicos e defraudar eleições, não têm pudor em inventar mentiras, manipular nomes e forjar documentos só para ofender a honra alheia e defraudar a opinião pública.”

O secretário geral das UNITA disse ainda que o seu partido desafia os autores de tais calúnias a provarem em instâncias competentes, as bases e fundamentos das suas acusações. Nhany revelou que a UNITA enviou já os seus advogados a participar o facto à Procuradoria Geral da República Portuguesa para investigar junto do Banco Montepio Geral,acerca da existência das contas reveladas pelo "Semanário Angolense".

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG