Links de Acesso

UNITA desmente militância de Rafael Marques


Rafael Marques de Morais

Rafael Marques de Morais

A UNITA desmente que o jornalista Rafael Marques seja membro do partido e repudia o que considera "má-fé" dos generais, que terão acusado o activista de pertencer àquele partido.

Numa carta rogatória que vai ser enviada ao Departamento de Investigação e Acção Penal do Distrito Judicial de Lisboa, a UNITA diz repudiar “a má-fé política dos generais queixosos em usar o seu nome” como forma de afectar a “credibilidade profissional e o bom nome” do jornalista Rafael Marques. Para o partido do Galo Negro, os generais, assim como todos os efectivos militares, devem ser "apartidários".

Recorde-se que, além do julgamento que decorre em Luanda, em Portugal há um processo judicial movido pelos mesmos generais angolanos contra Rafael Marques, autor do livro “Diamantes de Sangue” publicado em 2011 pela editora Tinta da China.

A UNITA afirma que tomou “conhecimento parcial” sobre o processo em Portugal contra o jornalista Rafael Marques de Morais, “no qual os queixosos” acusam também o arguido de ser membro do partido.

XS
SM
MD
LG