Links de Acesso

Unicef diz que este ano foi devastador para as crianças no mundo

  • VOA Português

Quinze milhões de jovens envolvidos em conflitos e guerras.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) considerou hoje, 9, que o ano de 2014 foi "devastador" para as crianças, com 15 milhões de jovens envolvidos em conflitos e guerras.

"Foi um ano devastador para milhões de crianças", disse o director do Unicef Anthony Lake. "Muitos foram mortos quando iam à escola ou durante o sono. Outros ficaram órfãos, foram raptados, torturados, recrutados como soldados, vendidos como escravos e violentados".

Os menores de idade foram afectados principalmente nas guerras da África Central, Sudão do Sul, Faixa de Gaza, Síria e Ucrânia.

Na Síria, por exemplo, mais de 7,3 milhões de crianças foram atingidas somente este ano pela guerra civil, iniciada em 2011. De acordo com a ONU, foram cometidos mais de 35 ataques contra escolas do país entre Janeiro e Setembro, os quais mataram 105 crianças e feriram 300.

Já no Iraque, 2,7 milhões de menores são considerados vítimas de conflitos, sendo que 700 foram mutilados ou mortos em 2014.

Na faixa de Gaza, 54 mil crianças perderam a casa durante a última guerra com Israel, que matou 538 menores e feriu 3.300.

"Nunca, na história recente, tantas crianças foram submetidas a tal brutalidade", criticou Lake, informando que cerca de 230 milhões de jovem vivem actualmente em países em guerra ou zonas de conflitos armados.

XS
SM
MD
LG