Links de Acesso

União Africana tenta "ajudar" na solução da crise guineense

  • Lassana Casamá

Guiné Bissau

Guiné Bissau

Uma missão do Conselho de Paz e Segurança da União Africana (UA) vai desenvolver contatos com diversas entidades na Guiné-Bissau para compreender a situação política vigente e, em conjunto, encontrar mecanismos que possam facilitar a resolução da crise actual.

Fonte da UA em Bissau disse que a missão do conselho não tem uma estratégia pré-definida para o impasse político, contudo, alerta para a necessidade de todos se mobilizarem em torno do desenvolvimento da Guiné-Bissau.

Esta manhã, depois de um encontro com a ministra da Defesa, Adiato Djaló Nandigna, o diplomata gambiano que dirige a missão, revelou que os primeiros encontros tidos até aqui permitiram ter uma avaliação real da situação:

"Com estes primeiros encontros, conseguimos obter informação sobre a situação real no terreno e é a partir daí que vamos trabalhar para a solução", afirmou Massxi Gye.

A delegação da UA tem encontros marcados com o Chefe de Estado, o presidente da Assembleia Nacional Popular, primeiro-ministro, partidos políticos com assento parlamentar e a organizações da sociedade civil.

A visita acontece numa altura em que todas as atenções estão voltadas para as instâncias judiciais, sobretudo o Supremo Tribunal de Justiça, enquanto último recurso para a resolução da crise política.

XS
SM
MD
LG