Links de Acesso

UNESCO recomenda correcções à candidatura de Mbanza Congo

  • Arão Ndipa

Mbanza Congo foi a capital do estado mais poderoso da região austral de África.

Angola deverá apresentar até 30 de Setembro deste ano, as correcções
recomendadas pela UNESCO no seu dossier de candidatura de Mbanza Congo
a património mundial, por causa dos pormenores técnicos em falta no
mapa cartográfico.

Mbanza Congo foi distinguida como património histórico por ser a cidade mais antiga. Há trabalhos para recuperar as ruínas do primeiro palácio do Rei do Congo e alguns túmulos que fazem parte da História de Angola e da cidade de Mbanza Congo.

Mbanza Congo foi a capital do estado mais poderoso da região austral de África que influenciou económica e politicamente muitos outros estados da região como o Ngoyo, Kakongo, Ndongo e Matamba.

Com a chegada dos portugueses em 1482 foram construídas 12 igrejas: Santa Maria, São Salvador, Nossa Senhora da Conceição, São Joaquim, Santo António, Santa Cruz, Santo Inácio, Nossa Senhora da Vitória, Santa Elisabete, Nossa Senhora do Rosário, São João Baptista e a Igreja da Misericórdia.

Para nos falar sobre o assunto, ouvimos Maria da
Piedade, directora do património cultural do ministério da cultura,
João Lourenço, membro da comissão de redacção da Candidatura de Angola
e Manuel Fernandes, deputado da bancada parlamentar da CASA-CE.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG