Links de Acesso

Porta voz diz que Bissau deve respeitar resolução do Conselho de Segurança que exige respeito pela ordem constitucional

A ONU condenou hoje o ataque registado na madrugada de Domingo na Guiné Bissau e disse lamentar a perda de vidas humanas.

Seis pessoas morreram no ataque ao quartel dos para-comandos do exército guineense.
As autoridades culparam os ataques acções de Portugal e da CPLP.

Um porta voz da ONU disse que a organização está a seguir “de perto” os acontecimentos e que o representante especial Joseph Mutatoba “tem estado em contacto com as autoridades e com a comunidade internacional na Guiné Bissau e tem estado a manter a sede da ONU informada dos desenvolvimentos”.

“Apelamos à calma e a todos na Guiné Bissau para resolverem as suas diferenças por meios pacíficos incluindo o diálogo consistente com a resolução 2048 de 18 de Maio de 2012,” disse o porta voz.

Essa resolução exigiu que fossem tomadas medidas imediatas para restaurar e respeitar a ordem constitucional incluindo um processo eleitoral democrático.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG