Links de Acesso

Julgamento de activistas não afectou posição de Angola na ONU, diz embaixador

  • Redacção VOA

Ismael Martins garante que entre Angola e ONU está tudo "bem".

O embaixador de Angola junto das Nações Unidas, Ismael Martins, disse que o julgamento dos activistas acusados de rebelião não teve qualquer impacto na ONU.

Martins falava à Rádio ONU numa extensa entrevista em que abordou várias outras questões, como o papel de Angola no Conselho de Segurança, o conflito no Burundi e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, CPLP.

No que se refere ao julgamento, o diplomata disse que isso “não foi uma situação que esteve no seio das Nações Unidas como tal”.

“É um problema que Angola já resolveu através de um julgamento que foi iniciado”, disse martins, acrescentando esperar que do processo Angola possa estar “numa posição em que de facto os conflictos que existam sejam resolvidos nos termos da lei de cada país”, e que essa resolução “seja adequada a toda a arquitectura e legislação internacional”.

“É nisso que estamos a trabalhar”, asseverou.

“Entre Angola e as Nações Unidas as coisas passaram-se relativamente bem em 2015”, garantiu o embaixador.

Ouça alguns extratos da entrevista de Ismael Martins à Radio ONU aqui:

XS
SM
MD
LG