Links de Acesso

Uíge: Assembleias de voto sem fiscais


Aspecto da cidade do Uíge (VOA)

Aspecto da cidade do Uíge (VOA)

Mesas podem ficar sem fiscais, impedindo uma fiscalização imparcial da votação e contagem dos boletins.

Centenas de assembleias de voto poderão ficar sem fiscais de partidos políticos devido ao atraso na acreditação dos mesmos e há muitos eleitores sem nomes nos cadernos eleitorais.

Estes dois problemas encontram-se entre os vários impasses que se colocam ao processo eleitoral, na véspera da abertura das urnas para o voto de 31 de Agosto.

Eleitores e políticos como o secretário provincial da UNITA André Pindi o secretário da coligação eleitoral CASA-CE, António Fernando, notam que esta carência impede uma fiscalização imparcial da votação e contagem dos boletins.

A CNE disse quinta-feira que foram acreditados 97 mil fiscais, mas a maioria esmagadora são do MPLA. A Comissão não disse quantos fiscais ficarem sem acreditação.

Políticos e cidadãos do Uíge, prevêem tensão psicológica em torno das eleições marcadas para amanhã, pela deficiente organização do processo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG