Links de Acesso

Em tempos de crise em Angola, com fortes reajustes económicos, autoridades governamentais na província do Uíge acreditam que abertura do mercado transfronteiricio com a República do Congo vai contribuir para a diversificação e crescimento da economia na província.

Ao intervir numa reunião em que participaram de membros do Executivo local e central, que decorreu na fronteira de Kimbata no Município de Maquela do Zombo, o governador provincial do Uíge Paulo Pombolo despontou a necessidade da criação do mercado.

O governante destacou igualmente a necessidade de um maior controlo na fronteira para se evitar a entrada ilegal dos estrangeiros.

“Devemos criar condições para que haja um controlo mais eficaz, não vamos permitir que as pessoas utilizem isso para entrar de forma ilegal no nosso país, vamos também trabalhar no sentido de criar uma plataforma logística, criar condições atraentes para que haja transacções comerciais entre os dois países através desta fronteira”, esclareceu o governador do Uíge Paulo Pombolo.

Aumentar a base tributária e a arrecadação de mais receitas é um dos objetivos do país neste domínio.

O próximo encontro entre o governos do Uíge e da RDC está previsto para o mês de Agosto.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG