Links de Acesso

Presidente do Santa Rita rejeita relatório sobre mortes no seu estádio


Tragédia no Estádio 4 de Janeiro, Uíge

"Temos outra maneira de encarar os factos", diz Nzolani Pedro.

O presidente do futebol clube da Santa Rita de Cassia no Uíge rejeitou as conclusões do relatório governamental sobre os incidentes registados no passado dia 11 de Fevereiro, que atribui a responsabilidade das mortes também à Associação Provincial de Futebol do Uíge (APF), à Polícia Nacional e à empresa gestora do estádio.

Em entrevista à VOA, o presidente do clube Santa Rita, Nzolani Pedro disse que tem “uma outra maneira de encarar os factos”.

“Estamos seguros que não temos nada a haver com o que foi afirmado. Nós temos uma outra apreciação”, sublinhou.

"Nós fizemos o que todos os clubes fazem no país e por isso a FAF não interditou o campo, porque não somos culpados", disse .

Manuel Alberto, um dos famíliares de uam das vítimas, mostrou se insatisfeito com o relatório do inquérito e pediu transparência no tratamento do caso.

Alberto pediu ainda que os responsáveis indemnizem as famílias das vítimas.

No seu relatório, o governo disse que "os órgãos competentes devem responsabilizar cada um, segundo a gravidade dos factos".

A polícia e a Associação Provincial de Futebol do Uíge não quiserem pronunciar-se por agora.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG