Links de Acesso

A acusação é da Unita.

O secretário provincial para assuntos jurídicos da UNITA no Uíge Ernesto Miguel acusou as autoridades da Comuna do Alto Zaza no Município de Quimbele de recusarem bilhetes de identidade (BI) a militantes da UNITA.

“O administrador comunal do Alto Zaza e o seu adjunto intimidam as aldeias onde existem comités da UNITA dizendo que os militantes da Unita não terão bilhete, sobretudo os jovens”, denunciou.

Miguel disse que um caso recente tinha ocorrido na aldeia de Suakuimba, onde 15 jovens receberam o seu BI mas só depois de aderirem ao MPLA.

O político acusou directamente o partido no poder de discriminar, excluir e profanar socialmente os militantes daquela organização política.

Ernesto Miguel disse também que em alguns encontros que a UNITA tem tido com o Executivo local, os casos de intolerância e de discriminação dos seus militantes têm sido apresentados, mas o Governo não mostra qualquer interesse em lidar com o caso.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG