Links de Acesso

Uíge: Activista diz estar a ser perseguido


Jeremias Kaboco

Jeremias Kaboco

Casa foi assaltada e agentes querem saber sobre as suas deslocações

O activista político Jeremias Kaboco reclamou, hoje, 14, no Uíge que está ser alvo de perseguição por alegados agentes dos serviços de inteligência e segurança do estado.

Kaboco disse que as perseguições iniciaram após participar numa tentativa de manifestação na cidade, no dia 28 de Agosto.

Desde então, passou a ser perseguido por indivíduos desconhecidos e a sua casa foi assaltada.

Recentemente quando ia viajar para fora da cidade foi informado que dois agentes do “Sinse” tinham estado no local de onde tencionava partir a interrogar pessoas sobre os seus passos e mostraram a sua fotografia.

O activista afirma que apesar das dificuldades não desistirá da vida política.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG