Links de Acesso

Museveni reeleito, oposição contesta


O presidente do Uganda, Yoweri Museveni passando a sua guarda de honra em revista, na cidade de Soroti.

O presidente do Uganda, Yoweri Museveni passando a sua guarda de honra em revista, na cidade de Soroti.

Com este novo mandato, o presidente do Uganda irá manter-se no poder um total de 30 anos. Coligação unida da oposição com apenas 23%

O presidente do Uganda, Yoweri Museveni, foi reeleito para o seu quarto mandato com 71 por cento dos votos, de acordo com a contagem oficial provisória das eleições realizadas esta semana.

om este novo mandato, Museveni irá manter-se no poder um total de trinta anos.

O seu principal rival, e seu antigo médico, Kizza Besigve, liderou uma coligação de quatro partidos, mas conseguiu apenas 23 por cento dos votos.

Besigve acusa Museveni de fraude eleitoral e promete divulgar a sua própria contagem destas eleições parlamentares e presidenciais que tiveram lugar na sexta-feira.

"A vontade do povo não pode ser expressa no processo eleitoral, neste ambiente político corrupto e repressivo", declarou Besigve numa conferência de imprensa em Campala.

Desde muito antes das eleições que a oposição manifestara receio quanto à possibilidade de Museveni assegurar a vitória através de fraude eleitoral. O presidente ugandês dissera antes das presidenciais que o seu adversário "só por magia" podia vencer as eleições.

A oposição acusou o regome de ter gasto vastas somas de dinheiro para "comprar votos" e subornar funcionários das assembleioas de voto e das comissões eleitorais.

Besigve afirmou que os seus apoiantes se revoltariam nas ruas, como no Egipto, contra a fraude eleitoral. Museveni respondeu: "Revolta? Ele que tente! Este é o momento e esta é a hora. E então ele vai saber o que significa revolta."

XS
SM
MD
LG