Links de Acesso

Ucrânia: Manifestações nacionalistas em Kiev enquanto Rússia mantém pressão fronteiriça

  • Redacção VOA

NATO afirma que a Rússia está a concentrar forças junto à fronteira ucraniana sob o pretexto de estar a efectuar manobras militares na região.

A capital ucraniana, Kiev, é hoje palco de manifestações nacionalistas um dia depois da forças russas se terem apoderado da última base militar ucraniana na península da Crimeia.

Ontem forças russas efectuaram disparos e usaram veículos blindados para orçar a entrada na base aérea de Belbek. As forças ucranianas não ofereceram resistência.

Pelo menos um soldado ucraniano ficou ferido no incidente e alguns repórteres que se encontravam no local foram impedidos de lá permanecerem pelas forças russas que lhes confiscaram o material, inclusivamente aos repórteres trabalhando para a VOA.
As forças russas apoderaram-se também da base naval de Novofedorovka.

Entretanto na cidade de Donetsk na região oriental da Ucrânia, manifestantes pró-russos concentraram-se junto ao edifício da administração local exigindo a demissão do governador local que é leal ao governo de Kiev.

Em Bruxelas o comandante da NATO, o general americano Philip Breedlove, afirmou que a Rússia estava a concentrar forças junto à fronteira ucraniana sob o pretexto de estar a efectuar manobras militares na região.

Enquanto isso, o chefe da diplomacia britânia William Hague, afirmou que a Grã-Bretanha e os seus aliados devem estar prontos para relações diferentes com a Rússia comparativamente aquelas que mantiveram nos últimos 20 anos.
Acrescentou que isso implicaria restrições à cooperação militar com Moscovo.
XS
SM
MD
LG