Links de Acesso

Uíge: UNITA quer Constituição distribuída entre os sobas


Uíge, secretário provincial da Unita André Pindi

Uíge, secretário provincial da Unita André Pindi

Secretário provincial diz que intolerância política se deve à ignorância da lei magna de Angola

Por Moniz Francisco

O Secretário provincial da Unita no Uíge disse que muitos actos de intolerância política no interior de Angola se devem à ignorância da Constituição por parte das autoridades tradicionais.


Por isso pediu ao Governo local para distribuir e divulgar a Constituição da República às autoridades tradicionais de forma a legitimar as suas actividades políticas nas comunidades.

André Pindi, que falava à VOA, referiu que o desconhecimento da carta magna por parte das autoridades tradicionais tem sido uma das causas pela qual se fomenta acções de intolerância política na região. De acordo com o político “há desconhecimento total da constituição” ao nível das autoridades tradicionais angolanas.

O político avançou que o seu partido vai recorrer ao tribunal para processar todos os casos de intolerância política que forem registados na província.

“Nós estamos a resolver estes problemas de intolerância política com muita maturidade”, disse recordando um caso em Sanza Pombo que a Unita levou a tribunal com sucesso.

“Vamos continuar a remeter os processos de todos os cidadãos que assim se procederem, já alertamos as nossas estruturas de base a informar imediatamente todas as ocorrências de intolerância”, adiantou.

Por último, André Pindi apelou à população para participar e colaborar activamente no censo da população e habitação que decorre em todo país de 16 a 31 do mês em curso.

“A Unita apela à população a participar e colaborar activamente do censo e que haja cooperação da denúncia de eventuais elementos estranhos ao processo, queremos que o processo se faça com a lisura e a transparência necessária”, acautelou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG