Links de Acesso

Tribunal Penal Internacional recusa liberdade temporária ao antigo presidente da Costa do Marfim


"Gbagbo tornou-me viúva", manifestante que perdeu o marido na crise pós-eleitoral, na Costa do Marfim. (Foto de arquivo)

"Gbagbo tornou-me viúva", manifestante que perdeu o marido na crise pós-eleitoral, na Costa do Marfim. (Foto de arquivo)

Os juízes do Tribunal Penal Internacional rejeiraram, hoje, conceder liberdade temporária ao antigo presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, cujos defensores alegam problemas de saúde.

Gbagbo, de 70 anos de idade, é acusado de ter conduzido o país a uma guerra civil depois de ter perdido as eleições em 2010.

O seu julgamento deverá iniciar a 10 de Novembro, em Haia, Países Baixos, onde está detido desde 2011.

XS
SM
MD
LG