Links de Acesso

Tribunal Penal Internacional pede à África do Sul explicação sobre a não detenção de Omar al-Bashir

  • Redacção VOA

Presidente Omar al-Bashir na abertura da Cimeira da União Africana

Presidente Omar al-Bashir na abertura da Cimeira da União Africana

Os juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI) pediram às autoridades sul-africanas explicação sobre a sua falha em deter o presidente sudanês Omar Hassan al-Bashir, em Junho, quando participou na Cimeira da União Africana.

Um comunidado do TPI indica que África do Sul deverá submeter a explicação até 5 de Outubro deste ano.

Bashir, acusado de ter sido mentor do genocídio de Darfur, saiu da África do Sul após a Cimeira, contrariando uma ordem de detenção de um tribunal local, ao abrigo de um mandado do TPI.

Sendo membro do TPI, a África do Sul é obrigada a cumprir com os mandados da instituição baseada em Haia, na Holanda. A falha pode resultar em sanções do Conselho de Segurança das Nações, órgão que criou o tribunal.

Na altura, Jacob Zuma, Presidente da África do Sul, argumentou que Omar Bashir não foi detido por gozar de imunidade na qualidade de convidado da União Africana.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG