Links de Acesso

Tribunal inglês rejeita acção contra Kopelipa e Sumbula

  • Redacção VOA

 General Kopelipa

General Kopelipa

Milionário russo fugido de França tinha acusado os dois angolanos de violarem promessas em negócio de milhões

O milionário russo Arkady Gaydamak perdeu uma acção num tribunal inglês contra o general angolano Manuel Helder Vieira Dias “Kopelipa” e o director da Endiama, Carlos Sumbula.

A acção era também contra o seu antigo parceiro dos negócios de diamantes angolanos Lev Leviev.

Os dois milionários têm estado em guerra nos tribunais com Gaydamak a argumentar que Leviev lhe roubou a parte do seu negócio de diamantes em Angola

Gaydamak foi condenado em 2009 por um tribunal francês pelo seu envolvimento na venda ilegal de armas a Angola, mas posteriormente a sua condenação foi reclassificada em lavagem de dinheiro e fraude fiscal, tendo sido condenado a três anos de prisão. Gaydamak nunca mais regressou a França onde é procurado.

Gaydamak disse que Leviev tinha concordado em ser a face pública dos negócios de diamantes em Angola mas que em 2005 os pagamentos pararam.

Gaydamak foi a tribunal mas em 2001, segundo afirma, destacadas entidades angolanas convenceram-no a pôr termo às queixas e ao seu negócio em Angola em troca de uma compensação por Leviev e um passaporte e impunidade diplomática por parte das autoridades angolanas.

Essas promessas, disse Gaydamak, foram falsas.

Em 2012, Gaydamak tinha ido a tribunal em Londres numa acção contra Leviev, que foi rejeitada pelo juiz que afirmou que não tinha havido qualquer promessa firme de compensação por parte das autoridades angolanas

Numa segunda tentativa em tribunal iniciada em Outubro do ano passado Gaydanak tinha incluído o general Kopelipa e Carlos Sumbula na sua acção que foi agora também rejeitada pelo tribunal com o mesmo argumento

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG