Links de Acesso

Tribunal egípcio condena activista a 15 anos de prisão


Alaa Abdel-Fattah, com o seu filho recém-nascido ao colo, Cairo, Egipto.

Alaa Abdel-Fattah, com o seu filho recém-nascido ao colo, Cairo, Egipto.

Um tribunal egípcio sentenciou nesta quarta-feira, 11, o proeminente activista Alaa Abdel Fattah a 15 anos de prisão por violar uma lei de protestos e outras acusações. A decisão provavelmente vai provocar indignação entre grupos de defesa dos direitos humanos que pedem mais mais liberdades.

Abdel Fattah, 33 anos, tornou-se um símbolo dos levantes de 2011 contra o Presidente Hosni Mubarak ao se destacar como um dos líderes dos protestos e por sua actividade nas redes sociais.

Outras 24 pessoas também foram sentenciadas a 15 anos de prisão por acusações semelhantes.
XS
SM
MD
LG