Links de Acesso

Três companhias americanas proibem transporte de troféus de caça


Cecil

Cecil

Morte de Cecil por americano despoletou a medida

As principais companhias aéreas dos Estados Unidos da América decidiram proibir o transporte de grandes troféus de caça, após a morte polémica do leão Cecil por um caçador norte-americano.

"Com efeito imediato, a Delta proíbe, em todo o mundo, o transporte como carga de troféus de leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos", anunciou a companhia norte-americana num comunicado, em que explica que, até agora, transportar troféus que cumprissem, de forma rigorosa, todos os regulamentos governamentais.

A medida foi seguida, mais tarde pela United Airlines e a American Airlines.

A morte do leão Cecil nas mãos do americano Walter Palmer, que motivou a medida levada a cabo pelas três companhias aéreas, está a ser investigada pelo Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos, para descobrir se a morte do leão estará relacionada com a rede de tráfico ilegal de animais.

Outro americano, que matou um animal em Abril, também está a ser investigado.

O Governo do Zimbabué já anunciou que vai pedir a extradição de Walter Palmer e o Governo americano reagiu dizendo que actuará dentro da lei.

Para ser extraditado, Palmer terá de ser, primeiro, julgado nos Estados Unidos.

XS
SM
MD
LG