Links de Acesso

Três candidatos à liderança do Partido da Renovação Social

  • Redacção VOA

Eduardo Kwangana abandona após 27 anos

Motivos de saúde determinam abandono de Eduardo Kwangana

O presidente do Partido da Renovação Social (PRS) Eduardo Kwangana não é candidato à sua própria sucessão depois de 27 anos no cargo por motivos de saúde.

A informação foi confirmada à VOA por Manuel Muteba, coordenador da comissão preparatória do congresso do PRS previsto para o mês de Maio, adiantando que a desistência de Eduardo Kwangana foi uma decisão pessoal “em razão do seu estado de saúde que o afastou da vida política activa nos últimos tempos”.

Manuel Muteba afirmou que estão confirmadas as candidaturas de Benedito Daniel, João Baptista Ngandagina e Sapalo António

Muteba confirmou que o IV congresso ordinário do PRS terá lugarde 29 a 31 de Maio, em Luanda.

Eduardo Kuangana assumiu a liderança do partido em 1990, ano da sua fundação, e concorreu a três eleições gerais em Angola.

Em 2012, o PRS conquistou três deputados contra oito eleitos em 2008.

O candidato Benedito Daniel ocupa actualmente o cargo de secretário-geral do partido e da liderança da bancada parlamentar, enquanto João Baptista Ngandagina exerceu, até 2012, a função de secretário-geral do PRS, e de vice-ministro da Indústria e da Ciência e Tecnologia, no Governo de Unidade e Reconciliação Nacional (GURN), de 1997.

Por sua vez, o candidato Sapalo António é actualmente o secretário para o Departamento de Economia e Finanças, tendo já sido líder da bancada parlamentar do partido e vice-ministro da Indústria.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG