Links de Acesso

Trabalhadores da Rádio Ecclesia não recebem salários há três meses

  • Redacção VOA

Nota da Direcção da Rádio Ecclesia, Angola

Nota da Direcção da Rádio Ecclesia, Angola

Entidade diz que fez depósitos a 22 e 23 de Dezembro, mas trabalhadores continuam à espera.

Os trabalhadores da Rádio Ecclesia, ligada à Igreja Católica, não receberam parte do salário de Outubro, o salário de Novembro e o subsídio de Natal, como anunciado no passado dia 23 pelo Departamento de Recursos Humanos daquele meio de comunicação.

Em nota afixada dois dias antes Natal (ver foto), lê-se que “procedeu-se ontem e hoje (22 e 23) aos seguintes depósitos bancários para consequente pagamento: remanescente de Outubro, Novembro e subsídio de Natal”.

Entretanto, a VOA sabe que até esta segunda-feira os trabalhadores não viram o dinheiro nas suas contas.

Além de informar que foram feitos no dia 23 os depósitos referentes ao remanescente de Outubro, Novembro e subsídio de Natal”, o comunicado diz ainda que “o salário de Dezembro será pago na primeira semana de Janeiro próximo”.

Entretanto, a VOA sabe que até hoje, 28 de Dezembro, os trabalhadores não viram o dinheiro nas suas contas, desconhecendo-se, no entanto, se o problema radica do lado da Rádio Ecclesia ou no atraso por parte dos bancos, devido ao feriado de Natal.

O Departamento de Recursos Humanos informou também que “os pagamentos de salários do próximo ano deixarão de obedecer à indexação em dólares e serão convertidos de acordo com o último câmbio praticado para o efeito.

Esta mudança vai afectar, sobremaneira, os trabalhadores que, na prática poderão passar a receber menos em virtude da enorme desvalorização frente ao dólar.

A VOA tentou falar com a direcção da Rádio Ecclesia e com os trabalhadores, mas ninguém mostrou-se disponível.

Antes, no entanto, os trabalhadores teriam iniciado a recolha de assinaturas em várias dioceses e arquidioceses com o objectivo de enviarem uma carta ao papa Francisco a explicar a sua situação.

O atraso nas províncias chega a cinco meses.

Como se pode ler no documento a que a VOA teve acesso, os trabalhadores querem o regresso dos doadores da rádio, em vez de ficar dependendo do subsídio do Governo.

Por sua vez, associações da sociedade civil, designadamente o Amplo Movimento de Cidadãos, Associação Mãos Livres, Open Society e a Associação, Justiça, Paz e Democracia, criaram um movimento para ajudar a Ecclesia.

O comunicado divulgado diz que face à crise financeira internacional e que afecta a maioria dos sectores económicos e sociais, em Angola, tendo tomado conhecimento da situação em que se encontram os jornalistas e demais trabalhadores da Rádio Ecclesia, Emissora Católica de Angola, que estão há mais de três meses sem receber os seus salários e benefícios, as associações juntam-se à iniciativa do jornalista William Tonet, lançando, em conjunto, uma campanha de solidariedade humanista e cristã com os profissionais da Rádio Ecclesia.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG