Links de Acesso

Tolerância de ponto pela Páscoa gera controvérsia em Moçambique

  • Simião Pongoane

É a primeira vez que o Governo moçambicano concede tolerância de ponto durante todo o dia para assinalar um evento de carácter religioso.

Em Moçambique o Governo concedeu tolerância de ponto durante todo o dia da sexta-feira santa, prolongando o fim-da-semana.

É a primeira vez que o executivo moçambicano concede tolerância de ponto durante todo o dia para assinalar um evento de carácter religioso desde a independência em 1975.

No passado, os muçulmanos tentaram pedir sem sucesso que os seus dias festivos fossem declarados feriados ou tolerância de ponto, com o Governo a defender que o Estado é laico. Agora, o Ministério do Trabalho considera que tudo depende da solicitação dos interessados, segundo Jalilo Omar, Secretário-Geral da Comissão Consultiva do Trabalho que envolve Governo, Sindicatos e Patronato.

Moçambique tem nove feriados durante o ano. No início deste ano, o Ministério do Trabalho concedeu tolerância de ponto durante dois dias consecutivos por causa da tomada de posse dos presidentes municipais. O sector privado não gostou. Houve muito barulho que culminou com a demissão do representante do sector privado na Comissão Consultiva do Trabalho, acusado de ter manipulado o assunto.

Algumas pessoas dizem que o Governo está a fazer política com tolerâncias de ponto por causa das eleições gerais de Outubro . Mas Jalilo Omar, do Ministério do Trabalho, nega insistindo que tudo depende da solicitação dos interessados.

Para todos os efeitos, este ano, a oferta das tolerâncias de ponto é considerada demasiado generosa, provocando desconfiança na sociedade por ser um ano eleitoral.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG