Links de Acesso

Tentativa de golpe de Estado falhada na Gâmbia na ausência do Presidente

  • VOA Português

Presidente da Gâmbia Yahya Jammeh

Presidente da Gâmbia Yahya Jammeh

Cinco golpistas foram mortos.

Uma tentativa de golpe de Estado na Gâmbia gerou o caos na capital do país, Banjul, nesta terça-feira, 30, depois que um grupo de soldados aproveitou a ausência do presidente, Yahya Jammeh, para atacar vários edifícios governamentais, segundo a imprensa local.

O jornal Freedom Newspaper revelou que militares atacaram durante a madrugada o Palácio Presidencial de Banjul e um quartel militar na ponte de Denton, que liga a cidade ao resto do país, além de outras instalações da cidade.

De acordo com a mesma fonte, durante os combates posteriores ao ataque do Palácio Presidencial, pelo menos cinco soldados rebeldes morreram, entre eles o suposto líder do golpe, o tenente-coronel Lamin Sanneh, antigo líder da guarda presidencial.

Até agora, nem o Governo nem os golpistas se pronunciaram sobre o caso.

A Agência de Imprensa Africana informou no domingo que Yahya Jammeh viajou para França com uma ampla delegação governamental para se reunir com o presidente francês, François Hollande.

Nascido em 1965, Yahya Jammeh chegou ao poder em 1994, aos 29 anos, após um golpe de Estado de características muito similares à tentativa de hoje e no qual praticamente não encontrou resistência.

Desde então, Jammeh ganhou quatro eleições consecutivas, sendo a última em 2011, quando conseguiu um apoio superior a 70 por cento, embora as autoridades regionais da Comunidade Económica de Estado de África Ocidental (Cedeao) terem considerado que elas foram viciadas.

Em Julho de 2010, sete pessoas, entre elas o então chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o tenente-general Lang Tombong Tamba, foram condenadas à morte por organizar um golpe de Estado. No fim de 2012 a pena foi substituída pela prisão perpétua.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG