Links de Acesso

Tensão entre Renamo e Governo resulta em aumento de abusos dos direitos humanos


Marcha da Frelimo repudia ataques da Renamo

Marcha da Frelimo repudia ataques da Renamo

A organização dos direitos humanos, Human Rights Watch (HRW) publicou um relatório, nesta Terça-feira, 30, em que considera que vários países da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) desrespeitam os direitos humanos básicos, incluindo Moçambique.

“A repressão política e o desrespeito pelos direitos básicos caracterizaram, no último ano, vários países da SADC”, afirmou Dewa Mavhinga, investigador sénior para a África da Human Rights Watch. “Os governos da SADC devem cumprir as suas obrigações relativamente aos direitos humanos e à melhoria da qualidade de vida das populações mais vulneráveis.”

No caso de Moçambique, a HRW cita o conflito político e militar entre o governo e o partido da oposição, a RENAMO, considerando que "tem resultado num aumento dos abusos dos direitos humanos".

Segundo o relatório, "desde Outubro de 2015, dezenas de milhares de pessoas fugiram para o Malawi devido a abusos dos militares, incluindo execuções sumárias, violência sexual e maus-tratos a pessoas sob detenção policial. Na província da Zambézia, homens armados associados à RENAMOatacaram hospitais e clínicas para roubar medicamentos e material, ameaçando o acesso aos cuidados de saúde de dezenas de milhares de pessoas em áreas remotas. O governo moçambicano ainda não publicou as conclusões de uma investigação de um depósito de cadáveres, encontrado em Maio que continha, pelo menos, 15 corpos."

A HRW descreve também o descontentamento no Zimbabué, os protestos na República Democrática do Congo, a repressão e violação de direitos em Angola e episódios de violação dos direitos humanos e corrupção na África do Sul.

XS
SM
MD
LG