Links de Acesso

Tensão na Universidade Agostinho Neto

  • Manuel José

Universidade Agostinho Neto - Luanda

Universidade Agostinho Neto - Luanda

Reivindicações do Sindicato de Professore do Ensino Superior continuam sem resposta e agora o sindicato alega que o clima na relação laboral entre os professores e a direcção da Universidade Agostinho Neto está a piorar.

Isto, diz o sindicato, está a ter efeito negativo no nível de ensino.

Os professores filiados ao Sindicato de Professores do Ensino Superior (SINPES) queixam-se de desrespeito a sua dignidade por parte dos gestores da Universidade Publica.

De acordo com o secretario da primeira região académica do SINPES, Carlinhos Zassala, o clima na relação de trabalho entre os docentes e as direcções das unidades da Universidade Agostinho Neto vem deteriorando a cada dia que passa.

"Arbitrariedade dos gestores, desrespeito a dignidade dos professores, não há um bom clima de trabalho, as relações laborais não são as melhores", disse.

E isto, segundo afirmou, tem levado a consequências varias, dentre elas a redução acelerada da qualidade do ensino na universidade publica angolana.

"O estado de ânimo dos professores é desanimador, há uma desmotivação crescente dos docentes, na realidade lá onde não há clima de trabalho também não pode haver rendimento,” disse o sindicalista.

“Ao agirem assim estão a agravar a qualidade a qualidade do ensino superior empurrando-o para as cavernas", acrescentou.

Carlinhos Zassala disse à VOA que de nada serviu escrever ao presidente Eduardo dos Santos para ajudar na resolução deste conflito entre o SINPES e o ministério do Ensino Superior visto que o presidente da república remeteu o assunto ao ministério que continua em silêncio.

XS
SM
MD
LG