Links de Acesso

Tanzanianos fazem novo teste à democracia no domingo

  • Simião Pongoane

Há cinco candidatos ao cargo de Presidente mas apenas dois são considerados favoritos.

Cerca de 23 milhões dos tanzanianos vão às urnas este domingo para escolher o novo Presidente e 260 deputados ao Parlamento, assim como centenas de membros municipais.

Há cinco candidatos ao cargo de Presidente, mas apenas dois são considerados favoritos: John Magufuli, do partido no poder, e Eduardo Lowasse, da coligação da oposição, liderada por dois antigos primeiros-ministros e desertores do partido do Governo.

Quase todos os tanzanianos são unânimes em afirmar que estas são as eleições mais disputadas na história da democracia multipartidária do país, fundado por Julius Nyerere.

Observadores regionais e internacionais estão de olhos nessas eleições.

As equipas dos observadores da União Africana e da SADC são lideradas por dois moçambicanos.

Armando Guebuza, chefia 50 observadores da União Africana, e o ministro dos Negócios Estrangeiros lidera 70 homens e mulheres da SADC.

Nyeleti Mondlane, vice-ministra moçambicana dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, garantiu que as equipas ja estão no terreno.

Missões de observadores sao frequentemente criticadas por chegarem tarde e depois emitem comunicados considerado que o processo foi justo.

A Tanzânia está num verdadeiro teste da resistência da sua democracia, paz e estabilidade.

XS
SM
MD
LG