Links de Acesso

Tanzânia: eleições em Zanzibar anuladas por “fraude”


Apoiantes do candidato presidencial Magufuli celebram a sua vitória

Apoiantes do candidato presidencial Magufuli celebram a sua vitória

Oposição diz que tinha ganho o escrutínio no arquipélago de Zanzibar. Presidente Kikwete estava impedido de concorrer de novo.

A comissão eleitoral tanzaniana declarou como vencedor das eleições presidenciais o candidato do partido no poder, John Magufuli – um antigo ministro de 55 anos de idade.

De acordo com a comissão, Magufuli do partido CCM derrotou o principal opositor Edward Lowassa, do partido Chadema por 58 contra 40 porcento.

Lowassa que já tinha recusado os primeiros resultados, acusou a comissão eleitoral de tentar “roubar os direitos democráticos dos tanzanianos.”

Enquanto isso, a comissão eleitoral da semiautónoma área de Zanzibar anulou os resultados na área citando graves violações do processo. Pelo que há agora necessidade de voltar a realizar eleições no arquipélago.

Para já não é claro como este anulamento em Zanzibar pode afetar os resultados nacionais. Zanzibar elege o seu próprio governo, mas vota também para as mesmas eleições presidenciais. A oposição afirma que os resultados em Zanzibar foram anulados porque tinha ganho.

A embaixada Americana na Tanzânia afirmou-se alarmada com a decisão de anular os resultados em Zanzibar.

Apesar de ter ganho as eleições presidenciais, o partido no poder viu alguns ministros perderem os seus lugares no parlamento, entre eles os da agricultura, informação, investimento e ainda o presidente da camara de Dar-es-Salam, o centro económico do país.

O presidente Jakaya Kikwete não podia concorrer de novo uma vez que já tinha serviço dois mandatos conforme permitido pela constituição.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG