Links de Acesso

Suposta preparação de fraude eleitoral pela FRELIMO agita Norte de Moçambique


Oceano Indico

Oceano Indico

Moçambique, MDM denuncia preparação de fraude eleitoral pela pártido FRELIMO nas cidades de Pemba, Cuamba e Quelimana. As eleições municipais estão marcadas para 7 de Dezembro.

Segundo o secretário-geral do MDM, Luís Boavida, os grupos dinamizadores do partido no poder naqueles pontos do país estão a proceder com o registo de cartões junto do potencial eleitor para forjar novos cadernos com novos eleitores, excluindo da lista os
eleitores inicialmente escritos e que têm o direito de votar.

De acordo com o secretário-geral, o cenário verifica-se nas três autarquias, sendo que na cidade de Pemba, a situação acontece com uma certa preocupação. A fonte explica que o seu partido surpreendeu ainda em flagrante delito um grupo de membros da FRELIMO a proceder com o registo de cartões no bairro de Natiti na cidade de Pemba.

Luis Boavida diz que este processo protagonizado pela FRELIMO vai manchar as intercalares de 7 de Dezembro, visto que poderão votar muitos eleitores vindos de distritos circunvizinhos de Pemba, Cuamba e Quelimane.

Entretanto, o secretário-geral do MDM lançou uma exortação para os municípios que já sofreram da recolha de cartões por parte da FRELIMO, para o mais rápido possível procurar aquele movimento, sob pena de ficarem fora da votação.

Já o PAHUMO, Pártido Humanitário de Moçambique, na pessoa do seu respectivo
candidato, Emílio Moçambique, denunciou o uso do bem público para a realização da campanha eleitoral do candidato da FRELIMO, o que para ele é manchar da campanha eleitoral em Pemba.

O nosso entrevistado, falou igualmente da má actuação da Polícia da República de Moçambique. Disse que a polícia está a fornecer informações sobre os locais onde o PAHUMO vai estar realizando os seus showmícios à FRELIMO, criando situações de choque entre os militantes dos dois partidos.

Sobre as acusações á FRELIMO, Tagir Ássamo Carimo, diz que as acusações mostram de forma clara o espírito perdedor dos seus adversários.

Recentemente o Jornal “O País” do Grupo Soico, encomendou exclusivamente uma sondagem nas autarquias de Pemba, Cuamba e Quelimane. A sondagem foi realizada pela Universidade Politécnica. Os resultados mostraram victória dos candidatos da FRELIMO em Pemba e Quelimane e do MDM em Cuamba.

No entanto, os resultados mereceram uma crítica do MDM que considera a sondagem um exercício encomendado pela FRELIMO para descredibilizar o processo eleitoral e influenciar o povo a votar nos seus candidatos.



XS
SM
MD
LG