Links de Acesso

Suécia: Detido uzebeque suspeito do ataque que matou quatro pessoas


Estocolmo após camião ter abalroado pessoas

Estocolmo está de luto neste Sábado, 8, após o atentado fatal com um camião na Sexta-feira, cujo alegado autor se encontra detido.

A polícia disse aos jornalistas que um homem de origem uzebeque, de 39 anos, está detido, suspeito de ser o autor do ataque que causou a morte a quatro pessoas e deixou 12 feridas.

O camião avançou em alta velocidade contra os pedestres, deixando com a sua passagem corpos mutilados num ataque que lembra o modus operandi dos atentados de Nice (sudeste de França), Berlim e Londres, reivindicados pelo grupo Estado Islâmico.

O ataque de Estocolmo, o terceiro na Europa em pouco mais de 15 dias, após os de Londres e São Petersburgo, não foi reivindicado até o momento.

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas, nove delas gravemente.

"A Suécia foi atacada", declarou o primeiro-ministro sueco, o social-democrata Stefan Löfven, que durante a noite depositou flores a poucos passos do local da tragédia.

Nesta manhã, a princesa sueca Vitória também depositou flores no local em lágrimas.

Como símbolo de luto, as bandeiras foram içadas a meio mastro no palácio real, sede do governo, no Parlamento e na câmara municipal.

O Departamento de Estado americano também já se pronunciou, condenando o ataque que considerou que "ataques como este têm a intenção de semear sementes do medo, mas na realidade eles só tornam mais fortes a nossa vontade comum de combater o terrorismo no mundo".

Suposto autor

As forças de segurança estão a investigar os factos e a tornar públicas as informações a conta-gotas, mas a procuradoria anunciou neste Sábado que um homem suspeito de "homicídios com carácter terrorista" foi colocado em prisão preventiva, informou à AFP o porta-voz da promotoria, Karin Rosander.

O código penal sueco prevê vários graus de suspeita e sobre o detido recai o mais alto deles, explicou.

O homem foi detido na Sexta-feira em Märsta, uma pequena cidade no norte de Estocolmo. De acordo com vários meios de comunicação, trata-se de um uzebeque de 39 anos, simpatizante da organização extremista Estado Islâmico (EI).

A procuradoria não divulgou detalhes sobre a identidade do homem, mas a sua aparência é consistente com a de um indivíduo gravado no local do ataque que vestia um casaco preto e contra o qual havia sido lançada uma ordem de prisão.

Até o momento é o único suspeito, ressalvou a polícia.

com AFP

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG