Links de Acesso

Sudão do Sul: Soldados da Paz aceitam não terem evitado o massacre em Malakal


Soldados da paz da UN, Sudão do Sul

Soldados da paz da UN, Sudão do Sul

O porta-voz do departamento das Nações Unidas encarregado pelas operações das missões de paz aceitou a responsabilidade pela falta de resposta rápida durante o massacre de deslocados internos na cidade sudanesa de Malaka, em Fevereiro.

Na ocasião, foram mortas 30 pessoas e feridas 123.

Nick Birnback disse que alguns soldados da paz não responderam em tempo útil para defender os civis atacados por homens armados nos dias 17 e 18 de Fevereiro num acampamento de protecção.

Na altura, as Nações Unidas tinham contingentes militares do Ruanda, Etiópia, e India em Malakal.

Birnback disse que alguns dos militares e comandantes que estiveram presentes deverão ser repatriados, e serão tomadas medidas para evitar cenários semelhantes.

XS
SM
MD
LG