Links de Acesso

Sudão do Sul: Rebeldes acusam governo de violar cessar-fogo

  • Redacção VOA

Segundo as Nações Unidas o conflito já fez milhares de mortos e mais de meio milhão de deslocados.

No Sudão do Sul as forças rebeldes afirmaram que foram atacadas hoje por soldados do exército, um dia depois dos dois lados terem concluído um acordo para por termo a várias semanas de confrontos.

O porta-voz dos rebeldes, o general Lul Ruai Koang, afirmou que as forças do governo atacaram posições rebeldes no estado de Unity, uma importante região petrolífera e no estado nortenho de Jonglei.

Koang acrescentou que as forças do governo estavam a contar com o apoio dos rebeldes da região sudanesa de Darfur nos ataques ocorridos no estado de Unity e com o apoio de forças ugandesas em Jonglei.

Reagindo às acusações o porta-voz do exército sul-sudanês, Philip Aguer, disse desconhecer a ocorrência de confrontos.

Ontem as duas partes concluíram um acordo de cessar-fogo em Adis Abeba que deverá entrar em vigor esta tarde.

O acordo mediado pela organização regional IGAD tem por objectivo o termo dos confrontos iniciados no mês passado quando a rivalidade politica entre o presidente Salva Kiir e o seu principal rival Riek Machar degenerou em violência ao longo de linhas étnicas.

Nas últimas duas semanas o governo do Sudão do Sul reconquistou várias localidades que tinham sido tomadas pelos rebeldes pressionando Riek machar a negociar.

Rebecca Nyandeng, uma aliada política de Machar, afirmou à VOA que estava confiante em que as forças antigovernamentais observariam o cessar-fogo: “Acho que todas essas pessoas estão sob o controlo de Riek Machar, e penso que ele falará com elas. Se vamos negociar um acordo não vejo porque é que continuariam a lutar.”

Ambas as partes têm vindo a ser acusadas de terem cometido atrocidades desde o inicio do conflito e multiplicam-se as notícias de limpezas étnicas, de saques e de ataques contra instalações da ONU.

Segundo as Nações Unidas o conflito já fez milhares de mortos e mais de meio milhão de deslocados.
XS
SM
MD
LG