Links de Acesso

Parlamento São-tomense aprova moção de censura ao Governo

  • Óscar Medeiros

Patrice Trovoada, Primeiro Ministro de São Tomé

Patrice Trovoada, Primeiro Ministro de São Tomé

O Governo vai introduzir um processo no tribunal administrativos exigindo a reposição da legalidade

A moção de censura discutida na ausência do Governo e do seu grupo parlamentar foi aprovada com vinte e nove votos a favor, zero abstenções e zero votos contra ou seja pela totalidade dos deputados das bancadas da oposição.

O Governo e o partido que o sustenta já disseram que tudo o que se passou hoje no parlamento São-tomense, ou seja a eleição do novo presidente da Assembleia Nacional e a discussão da moção de censura ao governo é anticonstitucional tendo em conta que com o abandono da bancada parlamentar da ADI não há condições para garantir o funcionamento deste órgão.

O Governo anunciou que vai introduzir um processo no tribunal administrativos exigindo a reposição da legalidade.

A eleição do novo presidente da Assembleia Nacional realizada antes da discussão da moção de censura recaiu sobre a pessoa de Alcino Barros de Pinto deputado do MLSTP-PSD

XS
SM
MD
LG