Links de Acesso

Idosos maltratados por familiares em S. Tomé e Príncipe


Sâo Tomé

Sâo Tomé

Muito embora, não existam referências estatísticas, a situação é considerada um fenómeno cultural grave

A Cruz Vermelha de S. Tomé e Príncipe denuncia uma situação de abandono e abuso dos idosos, acusados por familiares de feitiçaria e de darem má sorte. Muito embora, não existam referências estatísticas, a situação é considerada um fenómeno cultural grave.

Paulo Neves, membro do Conselho Nacional da Cruz Vermelha de S. Tomé e Príncipe, diz que está em marcha uma campanha de sensibilização da juventude para o que se passa com os idosos do país, que se encontram numa situação precária.J Por iniciativa daquela organização, jovens têm estado a colaborar no apoio ao domicílio de idosos por forma a desenraizar as supeições de feiticismo atribuídas aos idosos que, assim, se veem afastados do convívio familiar e social, não raro sofrendo de abusos físicos graves.

XS
SM
MD
LG