Links de Acesso

Stewart Sukuma defende maior intercâmbio cultural entre Maputo e Luanda

  • Pedro Dias

Stewart Sukuma, cantor

Stewart Sukuma, cantor

"Deve existir um maior intercâmbio músico cultural entre Maputo e Luanda”, defendeu Stewart Sukuma artista moçambicano após a sua participação na 2ª Edição do Jazzing Baía de Luanda, no passado 29 de Outubro na capital angolana.

O artista do Indico disse ser normal ver artistas angolanos em Moçambique, de Luanda contam-se pelos dedos das mãos os músicos que têm atuado na cidade do Atlântico.

Stewart Sukuma vai substituir Ayo na segunda edição do festival Jazzing, que decorre amanhã a partir das 20h na Baía de Luanda. O anúncio foi feito pela organizadora do festival, a Showbiz, no Facebook.

O cantor moçambicano, de 51 anos, tem três álbuns no currículo, a que se juntam cinco singles e seis participações em compilações. Neste festival junta-se a Lokua Kanza e Selda.

Sukuma, com 32 anos de carreira, define-se como sendo um artista ‘‘de fusão’’ e é unanimemente considerado o mais dinâmico músico da actualidade moçambicana.

Com largos anos de estrada, com a sua banda ‘’Nkhuvu’’ ou a solo é convidado para importantes tournées em África, Europa, Ásia, Estados Unidos, América Latina e Caraíbas.

Ao longo do seu percurso profissional gravou discos com participações de conceituados músicos de todo o mundo e partilhou palco com grandes nomes da música internacional como Hugh Masekela, Luís Represas, Ivan Lins, Cuca Roseta, Lee Ritenour, Mayra Andrade, Sara Tavares, Gilberto Gil, Bonga, Jimmy Dludlu, Lokua Kanza, entre muitos outros.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG