Links de Acesso

Standard & Poors reduz previsão de crescimento de Moçambique

  • Redacção VOA

Standard & Poors

Standard & Poors

Agência de notação financeira diz que país crescerá 5,5 por cento em 2016.

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) desceu nesta segunda-feira, 18, a previsão de crescimento de Moçambique de 6,5 por cento para 5,5 por cento devido ao adiamento nos investimentos no sector do gás e do impacto da seca na produção agrícola.

Em nota divulgada em Nova Iorque, a agência diz ter revisto em baixo a “previsão de crescimento para 5,5 por cento face à estimativa anterior de 6,5%, devido ao adiamento nos investimentos no setor do gás e por causa do impacto da seca na produção agrícola”.

S&P acredita, no entanto,que o crescimento de Moçambique vai recuperar para 7 por cento em 2017, 7,5 por cento em 2018.

No entanto, a agência considera que a expectativa de investimentos nos próximos anosnão chega para que a Perspetiva de Evolução do rating seja positiva “porque os megaprojetos apresentam riscos”

Moody´s também desce nota

A previsão da S&P é divulgada no dia em que outra agência de notação financeira, a Moody's, também desceu a classificação de Moçambique de B3 para Caa1, colocando o país ainda mais em território negativo.

"A principal razão para a descida do rating é a recente troca de dívida da Ematum, orquestrada pelo Governo de Moçambique, que a Moody's considera uma 'troca problemática' e, por isso, um incumprimento na dívida garantida pelo Governo", diz a agência em comunicado.

A Moody´s sustenta ainda a sua posição com a “pouca vontade do Governo de honrar futuras obrigações com a dívida, e isto suplanta o impacto positivo que a troca de dívida tem na liquidez externa por via da melhoria, a média termo, do perfil de amortização de dívida externa pelo Governo".

XS
SM
MD
LG