Links de Acesso

Astronauta dos EUA celebra 50 anos da 1ª órbita da Terra


John Glenn durante a conferência de imprensa dada para anunciar o regresso do astronauta a uma missão no Espaço, quando este tinha 77 anos de idade.

John Glenn durante a conferência de imprensa dada para anunciar o regresso do astronauta a uma missão no Espaço, quando este tinha 77 anos de idade.

Agora com 90 anos, John Glenn, falou durante uma cerimónia alusiva, patrocinada pela NASA

A agência especial americana (NASA) está a celebrar o 50º aniversário da primeira viagem feita por um americano em redor da órbita da Terra.

Um foguetão do projecto Mercúrio foi lançado para o espaço no dia 20 de Fevereiro de 1962. A bordo estava o astronauta John Glenn, que andou fez a órbita da Terra três vezes numa missão destinada a observar como é que um ser humano se iria comportar fora da esfera terrestre.

Agora com 90 anos, John Glenn, falou durante uma cerimónia alusiva, patrocinada pela NASA: “Sabem, as coisas que continuam a ser muito pessoais mesmo, essas não se podem transmitir porque são sentimentos. E a Terra vista do Espaço foi diferente de tudo aquilo que as pessoas até aí tinham tido a possibilidade de ver.”

A Glenn juntou-se no palco o colega Scott Carpenter, agora com 86 anos de idade, que é outro dos únicos astronautas do projecto Mercúrio que ainda estão vivos. Carpenter foi lançado no Espaço depois de Glenn, mais precisamente a 24 de Maio do mesmo ano de 1962, a bordo da nave espacial Aurora.

Glenn foi o primeiro humano a voar uma órbita completa em redor do planeta Terra. Quase um ano antes, o soviético Yuri Gagarin tinha feito uma passagem em redor do nosso planeta.

Naquela época, a chamada Guerra Fria com os soviéticos estava ao rubro e era enorme a competição entre os EUA e a Rússia de então para a conquista do Espaço.

John Glenn voltou ao Espaço a bordo do vai-vem Discovery, em 1998. Tinha na altura 77 anos de idade, tornando-se no mais idoso astronauta de todos os tempos no activo.

XS
SM
MD
LG