Links de Acesso

Sonangol devia pedir desculpas pelas centralidades - analista

  • Manuel José

Administração dos projectos habitacionais considerada "criminosa"

O presidente do conselho da administração da Sonangol deve pedir desculpas públicas pela desorganização na gestão das novas centralidades do pas, defendem analistas da Luanda Antena Comercial.




A política Alexandra Simeão considerou que a actual forma de condução da comercialização de casas nas centralidades de criminosa.

«È uma anarquia que já é criminosa, os responsáveis deviam ser responsabilizados, então eu tenho uma organização que comercializa um mega empreendimento e não sabe nesta altura quantas casas vendeu, só demostra que é uma organização desastrosa,» disse

Juntando a esta parte, Simeão fala das infra-estruturas em falta nas novas centralidades.

«Ano tem água, não tem luz, na centralidade de Cacuaco não há iluminação pública, as estradas não estão asfaltadas não há equipamentos sociais, isto já é uma calamidade, uma novela mexicana,» acrescentou

Por tudo isto a analista defende que o PCA da Sonangol deve pedir desculpas publicas.

«O senhor PCA da Sonangol, devia pedir desculpas pela desorganização, ha que pedir desculpas às pessoas,» disse.

A jornalista Suzana Mendes acrescenta que as novas centralidades só tem provocado dores de cabeça principalmente aos jovens.

«Tem sido um problema de depressão social pra muitas pessoas essas centralidades sobretudo aos jovens,» disse

A economista Laurinda Hoygard aplaude a iniciativa das novas centralidades, mas concorda que a implementaçao falha.

«O projecto foi bem elaborado e planeado agora só são falhas atrás de falhas,» disse.

Ja a jurista Ana Paula Godinho acredita que é necessário que se defendam os consumidores.

«Penso que estamos diante de um problema de protecção do consumidor,» afirmou

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG