Links de Acesso

Soldados prendem Presidente interino e primeiro-ministro do Burkina Faso


Presidente interino do Burkina Faso, Michel Kafando.

Presidente interino do Burkina Faso, Michel Kafando.

Milahres de jovens manifestam-se nas ruas de Ouagadougou

Soldados da guarda presidencial do Burkina Faso prenderam o primeiro-ministro e Presidente do país nesta Quarta-feira, 16, e afirmaram que deverão mantê-los como reféns.

Fontes militares disseram à VOA que os soldados invadiram uma reunião do gabinete prsidencial e prenderam o Presidente Michel Kafando, o primeiro-ministro Yacouba Isaac Zida e outros ministros presentes. Os soldados ergueram barricadas à volta do palácio presidencial.

O líder do Conselho Nacional de Transição do Burkina Faso, Cherif Sy, já se pronunciou condenado o ataque. Ele disse que quatro pessoas estão mantidas prisioneiras, confirmando que entre elas estão o Presidente e o primeiro-ministro. "Eu apelo a todos os patriotas que se unam e defendam a sua terra", acrescentou.

Até ao momento não se ouviram quaisquer reivindicações dos soldados, autores da detenção.

Entretanto, milhares de manifestantes, na sua maioria jovens, reuniram-se numa praça da capital, Ouagadougou, e alguns foram vistos a marchar em direcção ao palácio presidencial.

O incidente acontece a menos de um mês do Burkina Faso realizar eleições presidenciais e parlamentares. A corrida às urnas tem sido marcada por tensões entre o governo interino e a guarda presidencial.

Em Outubro do ano passado, o anterior líder do Burkina Faso, Blaise Compaoré, no poder havia 27 anos, foi deposto em resultado de uma grande manifestação popular.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG