Links de Acesso

Sobas denunciam administradora do Cuango de corrupção

  • Coque Mukuta

Autoridades tradicionais reagem (Arquivo)

Autoridades tradicionais reagem (Arquivo)

Em carta enviada ao ministro da Administração do Território contam que a administradora quer remover populações de terras ricas em diamantes

Autoridades tradicionais, entre elas 17 sobas, enviaram uma carta ao ministro da Administração do Território Bornito de Sousa, com cópia aos partidos políticos, a acusar a administradora municipal do Cuango, na província angolana de Lunda Norte, de tentar corromper os sobas da regedoria Muana- Caia com o objectivo de remover as populações de uma aldeia para outra.

Ainda de acordo com os sobas, as terras em causa são ricas em diamantes.

Cerca de seis mil dólares é o valor que supostamente a administradora municipal do Cuango, Angélica Umba Chassango, em colaboração com o responsável da Geologia e Minas e algumas empresas diamantíferas no Cuango, mobilizaram para tentar corromper os sobas.

O soba José Cawoyongo conta que os dirigentes daquela província não querem deixar a população nem com um “pedação” de terra.

“Depois de um dia detido, eu fui chamado na administração na companhia da administradora, responsável da Geologia e Minas e responsáveis da empresa diamantífera e tentaram me corromper com um milhão de kwanzas tal como consta da carta entregue ao camarada Bornito de Sousa com cópias ao MPLA, UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA”, conta Cawoyongo.

Os sobas apelam ao ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, para tentar evitar o desalojamento que está prestes a acontecer.

A VOA contactou a administradora do Cuango, Angélica Umba Chassango, que negou prestar qualquer informação.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG