Links de Acesso

Um soba foi apanhado com vários cartões eleitorais no Uíge quando dirigia uma brigada de registo e de prova de vida.

Gonçalves Miguel Zadibota, secretário municipal da UNITA, disse que isso pode indicar uma tentativa de fraude eleitoral, mas elogiou o modo como os monitores tinham agido.

O órgão que dirige o processo, disse, “não perdeu tempo, convocou-nos e ficou ultrapassado este caso”.

“Esta intervenção e a atenção dos brigadistas em não aceitar esses elementos fraudulentos foram uma grande vitoria do município do Negage”, acrescentou

Por sua vez, o segundo secretário da CASA-CE, Fernando Luís, igualmente repudiou a acção que poderia indicar o princípio de uma fraude.

“Se o processo é para provar a vida do cidadão se realmente existe, como é que um soba vai levar um monte de cartões para actualizar?” interrogou, para concluir que "é o princípio da fraude”.

Para o segundo secretário municipal do MPLA em Negage, Virgílio Gouveia Calumbo, os cartões em causa foram achados na via publica durante os últimos anos e entregues à rádio local a fim de se emitir um comunicado público.

No final do encontro, a administradora municipal de Negage, Helena Antunes Ferraz, apelou a todos partidos intervenientes ao processo eleitoral a trabalharem com unidade no sentido de “o processo correr da melhor maneira e que os objectivos sejam alcançados”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG