Links de Acesso

Vida selvagem em Moçambique cada vez mais preocupante

  • Redacção VOA

O rinoceronte já se encontra extinto no país e os elefantes são alvo de intensa perseguição.

Todos os anos, dizem as Nações Unidas, o tráfico de animais através do mundo movimenta mais de 213 mil milhões e dólares. Só no ano passado foram caçados mais de mil e duzentos rinocerontes e nos últimos três anos foram abatidos 100 mil elefantes de forma ilegal.

Em Moçambique o problema é de extrema gravidade. O rinoceronte já se encontra extinto no país e os elefantes são alvo de intensa perseguição.

Neste dia Mundial da Vida Selvagem, celebrado pela segunda vez a 3 de Março, a VOA ouviu o biólogo moçambicano Carlos Bento, do Museu de História Natural da Universidade Eduardo Mondlane.

Carlos Bento falou-nos da escassez cada vez maior da fauna bravia no seu país e alertou para a necessidade de uma acção concertada dos países da região para fazerem frente à caça furtiva e ao comércio ilegal de corno de rinoceronte e presas de elefante.

XS
SM
MD
LG