Links de Acesso

Rebeldes sírios acusam os líderes da oposição pelo fracasso político

  • Redacção VOA

Reunida em Istambul a liderança da oposição política síria tem dificuldades em se afirmar como a coligação das forças que lutam há dois anos contra o regime de Bashar al-Assad

As forças rebeldes no interior da Síria disseram que os seus líderes políticos actualmente reunidos em Istambul fracassaram em representar a revolução síria por causa de “desacordos” que persistem.

Essas críticas surgem numa altura que a Rússia e os Estados Unidos estão a tentar organizar uma conferência de paz sobre a Síria em Junho.

Comandantes rebeldes sírios estão a acusar os líderes da oposição e a milícia libanesa Hezbollah que luta contra os mesmos nas diversas frentes do conflito pelo país pelo insucesso.

Esse desacordo representa um sinal de um profundo desapontamento entre os opositores do presidente Bashar al-Assad.

Enquanto os comandantes militares rebeldes acusam os seus líderes políticos, os políticos da oposição estão em disputa e andam a trocar farpas nos canais satélites dos países árabes.

Oraib Rantawi do Centro Al-Quds em Omã disse a Voz da América que os políticos da oposição frequentemente trocam acusações entre eles.

“Nós nunca tivemos sucesso em traze-los a volta de um acordo comum. E quando eles abandonaram a sala de reuniões, eles começaram a falar de outros de forma muito negativa: traidores, agentes, corruptos e tudo isso por amor de Deus; exclusões, eles não desejam isso. A semelhança do que o regime está a fazer. Eles são uma cópia do regime.”

Os dias das negociações entre os líderes da oposição no encontro de Istambul parecem estar em bloqueio, com os políticos em unirem-se em torno de um único líder ou um conselho unificado.

Quatro facções da oposição publicaram um comunicado hoje ameaçando retirar o reconhecimento a Coligação Nacional Síria – SNC - com sede na Turquia a menos que a mesma acolha no seu seio as “forças revolucionárias” que se encontram no interior da Síria.

Os grupos no interior da Síria afirmam que o SNC está profundamente dividido e fracassou em representar ao nível organizacional, político e humanitário, a rebelião que há dois anos luta contra o presidente Bashar al-Assad.

Vários enviados de países estrangeiros chegaram hoje a reunião da oposição para tentar manter o diálogo. Entre eles estão o ministro dos negócios estrangeiros turco, Ahmet Davutoglu, o embaixador dos Estados Unidos para a Síria Robert Ford e um alto diplomata francês para a Síria.
XS
SM
MD
LG