Links de Acesso

Sinprof suspende secretariado no Bengo

  • Redacção VOA

"Parceria" com o Governo foi razão da demissão.

O secretariado provincial do Sindicato Nacional de Professores (Sinprof) no Bengo foi suspenso por alegadamente defender os interesses do patronato.

O Conselho Provincial do Sinprof na província reunido recentemente , no município do Ambriz acusou o representante local do sindicato João Zacarias Pedroto de fragilidade de funcionamento bem como atropelos aos estatutos da instituição .

O conselho criou uma Comissão de Gestão coordenada por César Gomes António para dinamizar o secretariado provincial e preparar a assembleia de renovação de mandato no prazo de 90 dias.

Em entrevista à VOA, João Zacarias confirma as razões do seu afastamento, mas diz que foi mal compreendido pelos seus correligionários.

Ele disse que a parceria com o Governo visava resolver os problemas que afligem os filiados do sindicato e dos professores da província do Bengo , no seu todo.

De acordo com a decisão tomada pelos sindicalistas, os membros do secretariado, agora suspensos, estão impedidos de representar a agremiação em qualquer instituição até a realização da próxima assembleia geral que deverá eleger outros órgãos directvos do Sinprof.

A reunião do Conselho Provincial Ordinário analisou o não pagamento dos retroactivos aos professores, a não conclusão dos pagamentos dos subsídios dos coordenadores nomeados em 2011 e 2013, assim como a nomeação de outros indicados e o pagamento de 36 meses de retroactivos aos directores nomeados em 2007 e 2011.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG