Links de Acesso

Trabalhadores cabo-verdianos manifestam-se amanhã sonre novo sistema de imposto único sobre rendimento

  • Eugénio Teixeira

Foto de Arquivo

Foto de Arquivo

O primeiro de Maio, dia internacional do trabalhador, vai ser assinalado no arquipélago cabo-verdiano com a realização de uma marcha organizada pela União dos Sindicatos de Santiago, estrutura sindical filiada na União Nacional dos Trabalhadores cabo-verdiana(UNTC-CS).

A marcha foi agendada em protesto contra a aplicação do novo sistema do Imposto Único sobre Rendimento (IUR), sem esquecer outras reivindicações da classe trabalhadora.

Na apresentação do estudo que mandou encomendar, o secretário-geral da UNTC-CS, Júlio Ascensão Silva, disse que a nova lei do sistema do IUR, constitui uma manobra do Governo para ludibriar os cidadãos, já que o novo sistema implica claramente o aumento de impostos.

Assim, os promotores da marcha de amanhã esperam que os trabalhadores marquem presença em grande número, repetindo o exemplo daquilo que aconteceu em relação ao protesto contra a aprovação do novo estatuto dos titulares de cargos políticos.

Sobre esta questão, alguns economistas disseram à VOA que a nova lei vai sufocar as empresas já que, com a cobrança antecipado de impostos pelo Estado, as empresas verão reduzidas a capacidade de fazer investimentos e aumentar a produtividade.

Por outro lado, os economistas entendem que, com a nova lei, o Governo inibe os cidadãos de apresentarem os justificativos das respectivas despesas, na clara intenção do Estado deixar de devolver a verba do IUR.

XS
SM
MD
LG