Links de Acesso

Sete mortos em confrontos entre garimpeiros e polícia na Lunda Norte

  • Coque Mukuta
  • Redacção VOA

Garimpeiros

Garimpeiros

Dois polícias foram mortos. Um posto policial e um carro da polícia incendiados

Sete mortos, vários feridos, um posto policial e um carro da polícia destruídos é o resultado inicial de graves confrontos entre garimpeiros e polícias na Lunda Norte.

Entre os mortos contam-se dois agentes da polícia, disseram residentes e fontes que acompanham de perto a situação.

Segundo informações provenientes da zona tudo começou perto da localidade de Tchombo quando a polícia atacou garimpeiros. Há notícias contraditórias sobre a vítima desse ataque.

Um residente na zona disse que uma mulher grávida ficou ferida nesses confrontos e poderá ter morrido. Outra informação descreveu a vítima como sendo um homem de nome Tony.

Na sequência desses confrontos ter-se-iam registado novos confrontos e um posto policial na Luzamba foi destruído. Um carro policial foi também destruído.

Mais tarde os manifestantes avançaram para o Cafunfo onde a polícia e as forças de segurança disparam sobre os manifestantes matando quatro deles. Dois polícias teriam sido mortos nestes confrontos.

José Mateus Zecamutchima, presidente de uma das facções da Comissão do Protectorado das Lundas que luta por uma maior autonomia da região, disse os incidentes são o resultado de uma política em que a juventude nas Lundas não têm emprego e é forçada ao garimpo dos diamantes pra sobreviver.

Os confrontos dão-se poucos dias depois de 17 garimpeiros terem morrido na Lunda Norte num desabamento de terras que soterrou vários garimpeiros.

XS
SM
MD
LG