Links de Acesso

"Serei Presidente de democratas, republicanos e independentes", Hillary Clinton

  • Redacção VOA

Hillary Clinton

Hillary Clinton

Primeira candidata à Casa Branca assume compromissos com a classe trabalhadora, crianças, mulheres, deficientes e segurança.

A candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, apresentou-se na quinta-feira, 28, como uma líder constante na hora da verdade para o país, contrapondo o seu carácter ao que descreveu como um "perigoso e volátil" Donald Trump.

No discurso mais importante dos seus 25 anos na vida política, Hillary Clinton aceitou a nomeação presidencial democrata para a eleição de 8 Novembro com a promessa de tornar os Estados Unidos num país que trabalhe para todos.

"Temos uma visão clara sobre o que nosso país enfrenta, mas não temos medo", garantiu Hillary que acusou o seu adversário Donald Trump de, citando o republicano Ronald Reagan, ter levado “o Partido Republicano um longo caminho, de 'manhã na América' para 'meia-noite na América'".

Hillary Clinton discursa na convenção democrata

Hillary Clinton discursa na convenção democrata

A ex-secretária de Estado criticou a retórica do rival republicano em diversas vezes ao longo de seu discurso.

"Não vamos construir um muro, mas sim construir uma economia em que cada pessoa que queira um emprego possa tê-lo", afirmou referindo-se ao muro que Trump defende construir na fronteira com o México.

"Trabalharemos com todos os americanos e aliados para lutar e derrotar o terrorismo", reiterou Hillary Clinton, que lembrou que “os americanos não dizem 'eu sozinho posso resolver', Nós dizemos 'nós resolvemos juntos'.

"É com humildade, determinação e confiança sem limites na promessa americana que aceito a nomeação", disse Hillary, acrescentando que será "a presidente de democratas, republicanos e independentes".

Chelsea e Bill Clinton aplaudem mãe e esposa

Chelsea e Bill Clinton aplaudem mãe e esposa

A ex-senadora afirmou que o país está num momento decisivo e que a sua prioridade como presidente"será criar mais empregos com salários mais altos."

A candidata democrata disse acreditar que “a América prospera quando a classe média prospera", e criticou as grandes corporações por não "devolveemr" ao país um investimento com o mesmo peso com que se beneficiam de incentivos fiscais.

A ex-primeira dama prometeu agir contra o aquecimento global e pela criação de empregos não poluentes, pelos direitos dos trabalhadores, o acesso ao sistema de saúde, pela igualdade salarial e pela protecção do direito das mulheres "de tomar suas próprias decisões de saúde".

Também destacou o tema da segurança nacional, citando recentes ataques e conflitos, além da ameaça do grupo extremista Estado Islâmico, a quem prometeu derrotar.

No início da sua intervenção, que foi antecedida da apresentação da filha, Chelsea, a antiga senadora teceu palavras de agradecimento e reconhecimento ao seu adversário nas primárias, Bernie Sanders, e disse que “as suas preocupações e dos seus apoiantes” são dela também.

Durante a convenção, a ex-primeira dama teve o apoio de grandes figuras do Partido Democrata, como o marido e ex-Presidente Bill Clinton, o actual Presidente Barack Obama, o vice-presidente Joe Biden e a primeira-dama Michelle Obama.

A eleição acontece a 8 de Novembro.

XS
SM
MD
LG