Links de Acesso

Sentença de Bubo Na Tchuto será lida a 4 de Outubro

  • VOA Português

VOA Ultima Hora

VOA Ultima Hora

O Tribunal de Nova Iorque marcou para o dia 4 de Outubro a leitura da sentença do antigo vice-chefe da Marinha da Guiné-Bissau, Bubu Na Tchuto, acusado pelas autoridades americanas de tráfico de drogas e armas com destino aos Estados Unidos.

Detido em Abril de 2013 pelo Departamento Anti-Droga dos Estados Unidos (DEA) nas águas internacionais, de acordo com as autoridades americanas, Bubo Na Tchuto foi levado para Cabo Verde, de onde seguiu para os Estados Unidos.

António Indjai (esq.) e Bubo Na Tchuto (dir.)

António Indjai (esq.) e Bubo Na Tchuto (dir.)

Depois de inicialmente ter negado a sua participação nas crimes, Bubo Na Tchuto aceitou a culpa e terá negociado um acordo com a justiça americana, tal como fizeram os seus ajudantes detidos na mesma ocasião.

Em 2014, Tchamy Yala foi condenado a cinco anos de prisão e Papis Djeme a seis anos e meio de prisão.

O terceiro detido, Malam Mane Sanha, cumpriu os 36 meses de pena e foi deportado no final do ano passado para Portugal, por ter também nacionalidade portuguesa.

Bubu Na Tchuto incorre a uma pena de prisão perpétua, mas deve receber uma sentença bem menor em virtude de ter reconhecido os crimes de que é acusado.

Os Estados Unidos dizem que Na Tchuto exigia um milhão de dólares por cada tonelada de cocaína da América do Sul recebida na Guiné-Bissau, além de traficar armas do exército.

As autoridades americanas também acusam o antigo Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas António Indjai de ser o cérebro do tráfico de droga, mas ele escapou da operação montada pela DEA.

XS
SM
MD
LG